Betão participa de audiência pública em Santos Dumont sobre o valor das passagens do transporte intermunicipal

    Para o deputado, solução passa pelo desenvolvimento de uma Região Metropolitana que beneficiaria 33 municípios próximos à Santos Dumont

    O deputado estadual Betão (PT), participou na noite dessa quinta-feira (21/02), na Câmara de Santos Dumont, de audiência pública para discutir o reajuste da passagem dos ônibus intermunicipais. O aumento das passagens aplicado em dezembro do ano passado pela empresa Transporte Rodoviário Mansur (Transur), já impacta no orçamento de milhares de habitantes que se deslocam diariamente para as cidades vizinhas,como Ewbank da Câmara e Juiz de Fora.

    Betão lembrou que há anos os reajustes penalizam majoritariamente os usuários, e que a discussão em torno dos aumentos passa por projetos já apresentados para a região, como o conceito de Região Metropolitana. A iniciativa propõe a criação de um sistema rodoviário integrado que poderá diminuir o custo das passagens e melhorar a qualidade do serviço prestado. “Todo custo é sempre repassado ao usuário. Se tem isenção em algum setor, o custo é ‘jogado’ para os usuários. Isso não pode continuar a acontecer”, lembrou.

    O deputado acredita que a construção da Região Metropolitana, “poderá levar a uma redução do valor das passagens, beneficiando cerca de 33 municípios e quase 685 mil pessoas. É assim que é feito na Região Metropolitana de Belo Horizonte, que tem passagens com valores mais viáveis”, afirmou lembrando que esse projeto já foi abordado nos anos de 2003, 2007 e 2015, e que levará o tema à Assembleia Legislativa e também ao conhecimento do atual governador. 

    A deputada federal, Margarida Salomão, lembrou que em 2015 o Congresso Nacional determinou, por meio da Emenda 90, que a “mobilidade é constitucional, assim como direitos básicos como a saúde e educação”, afirma. Margarida citou também que em determinados locais o governo desembolsa parte do custo com o transporte, principalmente em regiões mais pobres. “È muito importante a gente tomar conhecimento desse contexto. Isso nos coloca um desafio, que é o de reabrir o debate com o Estado para rever o atual valor da tarifa e a construção da região metropolitana”, acredita.

    Para o vereador de Santos Dumond, Conrado Luciano Baptista, a audiência pública foi demanda da população, que já sofre com os impactos do reajuste. “A motivação de a gente ter feito essa audiência é porque precisamos dar voz à população. É grande a importância da população ser ouvida diante dessa situação, porque o valor impacta direto no orçamento de milhares de famílias de Santos Dumont” reforçou lembrando que a cidade conta com cerca de 50 mil habitantes.

    Para quem não acompanha a discussão, em dezembro do ano passado a Viação Transur (Transporte Rodoviário Mansur), responsável pelas linhas de ônibus interurbano entre cidades como Santos Dumont, Juiz de Fora, Ewbank da Câmara, Barbacena, dentre outras, aumentou, mais uma vez, o valor da tarifa de passagem cobrada.

    Vamos aos dados: entre Barbacena e Santos Dumont, por exemplo, o valor saltou de R$ 14,55 para R$ 15,50. Entre Santos Dumont e Ewbank da Câmara, de R$ 3,30 para R$ 3,65 e entre Santos Dumont e Juiz de Fora, de R$ 10,80 para R$ 11,55.

    Impactos

    Há seis anos, o agora mestrando de História, Edimo Videira Neto (22) faz o mesmo trajeto entre Santos Dumont e Juiz de Fora. Hoje, ele relata que evita ao máximo fazer essa rota porque o valor da passagem ‘pesa’ no final do mês, e que tem vindo à cidade somente nos finais de semana. ” Foi um aumento muito desproporcional, e a gente não vê esse retorno na melhoria do transporte. Os ônibus continuam sucateados, e a demanda só aumenta. Em determinados dias como domingo, os horários são mais restritos”, descreve o estudante que acredita que o reajuste prejudica “especificamente trabalhadores e estudantes, que precisam se descolar diariamente.         Que vão e voltam diariamente para prover seu sustento”, complementa.

    Quem também tem evitado sair de Santos Dumont é o aposentado Adão Areclides Pereira. Ele relata que ficou “custoso” sair da cidade e visitar os amigos e parentes na região porque a aposentadoria é pouca para custear as idas. “Tenho ido muito raramente ver minha família. Com o que eu ganho não dá”, reforça.

    O presidente de Transur, José de Bessa Mansur, atribuiu a legislação estadual os reajustes . Ele relatou ainda, que por diversas vezes, tentou não aplica os repasses aos usuários. “O coeficiente tarifário é o mais baixo da região”,explicou. O representante da empresa, entretanto, não comentou sobre a qualidade do serviço prestado, nem as queixas de superlotação em horários de pico.

    Solidariedade

                Durante a audiência pública, Betão e Margarida comentaram a tragédia ocorrida em Santos Dumont na última quarta-feira, quando o município foi duramente atingido pelas chuvas. Pelas redes sociais, o deputado Betão tem divulgado uma campanha para arrecadação de alimentos e donativos para auxilio às dezenas de famílias prejudicadas.

    Conforme divulgado pela prefeitura, na última quarta choveu 84 milímetros, volume superior à média da cidade. No local atingido, agentes de endemias da cidade e o Exército já prestam auxílio às famílias. A prefeitura informou também que as aulas estão suspensas até o próximo dia 25 para que a situação seja normalizada. Os desabrigados estão alojados na Escola Vocacional. 

    Share on facebook
    Facebook
    Share on twitter
    Twitter
    Share on whatsapp
    WhatsApp

    Deixe uma resposta

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

    Fechar Menu