Fórum Regional destaca a importância da agroecologia em Rio Pomba e no Brasil

Mandato colaborou com o Fórum sobre a agroecologia na Zona da Mata e no país; participantes fazem banquete em defesa de uma alimentação saudável

Foto: Mídia Ninja

O XII Fórum Regional de Agroecologia de Rio Pomba, que teve como tema de abertura “A trajetória da agroecologia no Brasil e em Rio Pomba”, contou com a participação do mandato. O encerramento do encontro contou com apresentação de música, cortejo de tambores e um banquete agroecológico no centro da cidade.

As atividades começaram na feira livre, onde o companheiro Sebastião Farinhada, representando o mandato, fez uma apresentação, em seguida, o grupo Maracatu Baque do Vale saiu em cortejo pelas ruas de Rio Pomba. O grupo foi até a Praça Dr. Último de Carvalho, local onde foi organizado um banquete coletivo para 600 pessoas. Logo após, o público desfrutou de apresentações de capoeira e um grupo de mulheres com danças e cantos de coco.

Além de oferecer alimentos produzidos sem agrotóxicos, o evento ocupou a praça para chamar atenção da população sobre a produção agroecológica da região e a importância do Polo Agroecológico da Zona da Mata (lei estadual 23.207, DE 27/12/2018).

“Enquanto na Assembleia Legislativa o mandato integra a Frente Parlamentar em Defesa da Soberania e Segurança Alimentar, em Rio Pomba, nosso papel foi o de acompanhar o Fórum Regional de Agroecologia. O evento além de planejar e dar perspectivas de ações para o Polo Agroecológico da Zona da Mata foi um ponto de discussão do tema na cidade. É bom perceber que as iniciativas estão convergindo na região, desde as discussões que o mandato acompanhou em conferências regionais até a inserção do tema na educação em projetos como o da Escola Fazenda Paraíso. Seja no campo ou na cidade vamos garantir o direito por uma alimentação de qualidade”, disse Betão.

Iniciativas buscam o fomento à agroecologia

Foto: Mídia Ninja

A partir de um grupo de trabalho criado durante o evento, foram discutidas perspectivas para o Polo Agroecológico, ideias que dialogavam com as discutidas durante a Conferência Regional de SAN, ocorrida no dia 9 de outubro em Juiz de Fora (saiba mais). A união de esforços dos representantes do setor é para criar formas de ampliar recursos e investir nos projetos do polo agroecológico mineiro.

Temas como a proteção das nascentes e ações que fomentem a distribuição dos produtos, como espaços físicos que funcionem como polos regionais nos municípios da Zona da Mata, foram uma das ações discutidas. Ha ainda um projeto para que os educadores implementem a produção agroecológica nas escolas. “Como muitos educadores integraram a conversa, eles sugeriram levar o debate da agroecologia sobre preservação da natureza e da produção de comida sem veneno para o ambiente escolar”, disse Farinhada que acompanhou de perto a discussão.

Programação intensa pela Agroecologia no IF Sudeste

Foto: Mídia Ninja

Além da tradicional Feira Livre, apresentações culturais e muitas trocas de saberes, o fórum, realizado no Campus do IF Sudeste, contou com apresentações de trabalhos científicos e relatos de experiências práticas, grupos de discussão dos participantes e debates com profissionais e pesquisadores de áreas do conhecimento, como agronomia e biologia de diversas universidades e instituições científicas.

Foto: Mídia Ninja

Uma das palestras da mesa de debate foi com o doutor em biologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Altair Toledo Machado e com o coordenador técnico da agroecologia da Emater-MG, José Luiz Ciotola Guimarães. No encontro, Altair falou sobre a pesquisa de melhoramento de espécies do milho. O pesquisador apresentou também o chamado processo da “agrobiodiversidade”, que nada mais é do que o relacionamento, de milhares de anos, do ser humano com a natureza.

Outra atração foi a oficina sobre “Cultivo de Jardim Produtivo”, que proporcionou aos participantes experiências sobre o plantio, manejo e cultivo de jardins produtivos, com a facilitação de Fabiana Sol Borges, especialista em jardinagem e paisagismo com base nos fundamentos da agroecologia.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no twitter
Twitter

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fechar Menu