Deputado Estadual Betão incentiva a produção de apicultores da Zona da Mata

Essa semana estive na sede da Associação dos Apicultores e Melipolicultores de Juiz de Fora e região. Os associados receberam, por meio de emenda parlamentar do nosso mandato, 60 colmeias e mais 12kits de equipamentos de proteção individual.

A ideia é fortalecer a produção de famílias do campo e fomentar a geração de trabalho e renda na Zona da Mata. Serafim Botelho, presidente da associação conta que, hoje, são 30 produtores que têm na extração e beneficiamento do mel parte importante da renda familiar.

Os kits e as novas colmeias vão ser fundamentais para que novos produtoras e produtores rurais tenham a chance de diversificar e aumentar sua produção e, consequentemente, a renda.

“Para começar com a produção do mel, é preciso um investimento inicial e nem todos estão podendo desembolsar esse dinheiro. É um investimento de, no mínimo, 1700 reais.” Explica Serafim.

A associação já deu treinamento para 50 apicultores. 20 deles já haviam recebido kits como estes e agora uma nova parcela vai receber o incentivo.

Estes kits, sendo levados para o campo ao final do período chuvoso daqui dois meses já começam a receber os enxames. Segundo os apicultores, no início da florada de inverno do Assa-peixe (planta comum aqui na região), cada apicultor pode vir a colher até 50 quilos de mel num período de seis meses. E lá para outubro outros 30 quilos.

Ana Helena Camiloto é engenheira Agrônoma da Emater. Ela acompanha o grupo e espera ansiosa pelo crescimento do setor de produção do mel na região.

“A gente fala numa alavancada da produção. Junto com o material que chega, vem também um grande desafio no acompanhamento dos produtores rurais no que diz respeito à assistência técnica. Os equipamentos dão um animo novo e representam bastante a possibilidade de um trabalho concreto de estímulo, de fomento. A região da Zona da Mata tem potencial e vocação para a produção de mel, é o que a gente chama de pasto apícola. Esses pastos ainda são subaproveitado. Temos bastante potencial para trabalhar e crescer”.

Seguimos na luta sempre apoiando e incentivando trabalhadoras e trabalhadores.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.